O que é formação acadêmica

O que é formação acadêmica?

Bom formação acadêmica é o grau de ensino classificado pelo MEC quais são elas: Formação básica, formação técnica e formação superior. 

Você vai colocar no seu currículo a formação que você tem ou a que está cursando no momento.

A formação básica: É a escola normal ensino fundamental e médio.

A formação técnica: São cursos técnicos mais conhecidos como profissionalizantes (eles ensinam atividades técnicas específicas). 

A formação superior: São faculdades e cursos tecnólogos, pós-graduação, mestrado e doutorado. 

 

Leia mais : Como ter seu memorex em PDF

Qual formação colocar no currículo?

 

Você vai colocar no currículo a formação que você tenha, seja verdadeiro nas informações, não minta para conseguir uma vaga. Seja honesto com você e com a empresa.

Sua educação deve ser listada em ordem cronológica inversa. No mínimo, você precisa incluir o nome do seu diploma ou qualificação, a instituição de estudo ou órgão outorgante, a nota obtida e as datas em que estudou e obteve a qualificação.

Se você está apenas começando sua carreira e sua educação ainda é um grande ponto de venda em seu currículo, você pode adicionar pontos explicando módulos, atribuições, colocações e habilidades relevantes em cada instituição.

Lembrando que essa parte é muito importante no currículo, se está cursando faculdade, mestrado ou outro curso não esqueça de inserir o término do curso.

 

Dê destaque ao nome da instituição de ensino

 

Outro ponto importante é dar destaque ao nome da instituição de ensino, pois a ideia é gerar associações e significados. O recrutador reconhece características de uma boa faculdade, como investimento em infraestrutura e corpo docente, expertise no EAD, conhecimento de mercado etc.

Por isso, o nome da faculdade pode vir em negrito ou, até mesmo, em CAIXA ALTA. Além disso, não utilize apenas a sigla, porque nem sempre ela será reconhecida de imediato.

A menção ao polo de ensino é admitida quando há uma vantagem, assim como acontece na metodologia. Por exemplo, se o processo seletivo é local, e o empregador já conta com profissionais daquele polo nos seus quadros, essa informação será favorável.

 

Inclua cursos livres e certificações que fez durante o curso 

 

As certificações e os cursos livres entram em um tópico separado, que pode estar localizado depois da formação ou no final do currículo. A primeira opção é mais comum quando ainda não se tem experiência profissional.

Já o formato é similar ao da formação acadêmica: nome, instituição e ano. A única diferença é ser comum indicar a carga horária. Isso ocorre porque o curso livre não tem horas mínimas definidas pelo MEC (Ministério da Educação), assim há desde opções com 40 e 80 horas até as mais simples de 2 a 5 horas.

 

Conclusão 

 

O preenchimento da sua formação acadêmica é importantíssima, então sempre coloque e não tenha vergonha da sua formação. 

Pois muitas vezes você não tem uma faculdade mas tem muitas experiência, corre atrás dos seus objetivos e é um excelente profissional.

Então com isso você já está à frente de muitos profissionais que estão no mercado de trabalho.

Gostou do artigo? Tem novas sugestões de temas? Deixe abaixo nos comentários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *